http://picasion.com/
http://picasion.com/

Radio

sexta-feira, 22 de março de 2019

Atos contra a reformada previdência ocorrem em 126 cidade de todo o país

Rovena Rosa/Agência BrasilRovena Rosa/Agência Brasil. - A CUT, demais centrais e movimentos sociais organizam neta sexta-feira (22) atos em Defesa da Previdência em 126 cidades de todo o país. Do total, 26 serão em capitais, um é Brasília e 99 em cidades das regiões metropolitanas ou no interior dos estados 

247 - A CUT, demais centrais e movimentos sociais organizam neta sexta-feira (22) atos em Defesa da Previdência em 126 cidades de todo o país. Do total, 26 serão em capitais, um é Brasília e 99 em cidades das regiões metropolitanas ou no interior dos estados (confira a lista no final do texto).

A mobilização deste Dia Nacional de Luta em Defesa da Previdência é um esquenta para a greve geral que a classe trabalhadora vai fazer caso o governo de Jair Bolsonaro (PSL) insista em aprovar a Proposta de Emenda à COnsatituição (PEC 006/2019), de reforma da Previdência, que dificulta o acesso à aposentadoria, reduz o valor dos benefícios, prejudica os trabalhadores e trabalhadoras de todo o Brasil, em especial os mais pobres.

O projeto prevê que os idosos que comprovarem estar em situação de "miserabilidade" recebam um benefício de apenas R$ 400, valor abaixo do salário mínimo vigente no país. Também consta no projeto o chamado regime de capitalização, em que o trabalhador abre uma conta individual para fazer uma espécie de poupança, ao depositar um percentual do seu salários todos os meses para bancar benefícios no futuro.

Outro ponto muito criticado é a idade de 65 anos para homens e 62 para mulheres se aposentarem, ou seja, a proposta ignora as diferenças de expectativas de vida entre as zonas rural e urbana, e as classes sociais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário