http://picasion.com/
http://picasion.com/

Radio

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

Advogado divulga nota sobre Carnaval de São José em grupo whatsapp

Nota sobre o Carnaval de São José: Primeiro, uma comissão foi formada por mim (Samuel) e mais, pelo menos, uns 7 . Momento em que foi criado um grupo de WhatsApp e começado a discutir às ideias iniciais. Tudo com mais de um mês de antecedência, por iniciativa minha, procurando evitar as recorrentes indecisões de última hora. Dei algumas ideias visando uma “autorização judicial” para o estacionamento, que depois foi deixada de lado, já que o Ministério Público não abriria mão dessa proibição feita já há alguns anos. Nos reunimos com a promotora, que ratificou a proibição do estacionamento, momento em que o vereador João Batista, alegando motivos pessoais, disse não mais participar da organização. Não assinamos AINDA o TAC, por precisarmos falar com o prefeito, para garantir o apoio com relação à limpeza, segurança, ambulância, etc. ( tudo isso foi falado dentro da sala da promotoria). Fui ao SESC - Iguatu, quando recebemos outra negativa, por conta de mudanças no procedimento de contratação de bandas. Já se perdiam aí, receitas de aproximadamente 15mil reias (estacionamento + Sesc). Fomos a prefeitura quando nos foi garantido o apoio para segurança (guarda municipal), limpeza e questão da saúde. Tudo na medida do possível. Ótimo, agradeci ao chefe de gabinete. Questionei sobre o patrocínio do prefeito, como pessoa física. Nada, disse o assessor. Normal, direito dele, só ajuda se quiser. Saímos da prefeitura sem NADA de recursos. No caminho para casa, refletimos ( eu e Sebastião) e veio a pergunta dele: “ vamos fazer o carnaval?”. Respondi sem pestanejar- Vamos!. Viemos para o meu escritório, começamos a fazer ligações, pegamos as listas de patrocinadores dos anos anteriores, e começamos a contratar. Com a cara e a coragem. As 12:30hs, recebo a ligação de quem me dera o NÃO a poucas horas. Vereador João Batista portava o telefone, para minha estranheza. Dizia, em resumo, que estava fraca a organização, que não tínhamos fundos e que o prefeito e o Ivo (chefe de gabinete já citado) tomariam à frente e fariam o carnaval. Questionei o autoritarismo por 9 minutos de ligação, sem sucesso e sem sentido. Melhor nem brigar, já que foi me dito pelo vereador que o Alvará eles que dão e o lugar (que tradicionalmente é montado o palco) já é deles. Nesse tom. Tudo bem, fui a casa do Bastião e cancelamos os contratos. Aqui, quero somente tornar público os acontecimentos, mostrando que buscamos e lutamos até onde podemos para manter viva a tradição. Deixo aqui minhas felicitações pela coragem do Bastiãozinho e dos demais que lutaram. Vai ter carnaval SIM. E isso é o que mais importa. Concluiu o advogado.

O vereador Rosineudo Lima do PP fez a leitura da nota de esclarecimento, porém todas as duas tentativas de leitura foi interrompida pelo senhor presidente. Na primeira quando discursava o um colega parlamentar que concedeu a parte e Rosineudo leu ate a metade deste texto e no segundo, o outro parlamentar concedeu a parte e o Rosineudo Lima leu o restante do texto com interrupção nas ultimas palavras.

O texto publicado no grupo do whatsapp sobre carnaval 2019 do distrito São José de Solonópole no Ceará gerou polemica na câmara municipal na sessão ordinária de terça-feira, 19 de fevereiro do corrente ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário