http://picasion.com/
http://picasion.com/

Radio

terça-feira, 2 de abril de 2013

ESTA NOITE Dilma inaugura escola profissionalizante no bairro Luciano Cavalcante


A presidente Dilma Rousseff inaugurou no início da noite desta terça-feira, 2, no bairro Luciano Cavalcante, em Fortaleza, a Escola Estadual de Educação Profissional (EEEP) Jaime Alencar de Oliveira.
A cerimônia contou com a presença do ministro da Educação, Aloizio Mercadante, do governador Cid Gomes, do prefeito Roberto Cláudio, além do vice-governador do Estado, Domingos Filho, e autoridades políticas.
Em seu discurso, Dilma ressaltou que a educação em tempo integral, combinando ensino médio e profissionalizante, é fundamental para o crescimento do País e que tem o desejo de que todos os Royalties do petróleo sejam empregados na Educação.
O prefeito Roberto Cláudio destacou a parceria que tem ocorrido entre os governos Estadual e Federal, no que ele classificou como "medidas salvadoras para a seca". "O que vai ficar na história do Estado são os investimentos na Educação, que estão abrindo um caminho para uma nova cidadania."
O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, atribuiu o desenvolvimento do País à Educação. "A desigualdade vai acabar na sala de aula". O ministro acrescentou: "Não há educação de qualidade sem ensino de tempo integral". Ele encerrou o discurso com três conselhos aos jovens: "Estudem. Estudem. Estudem."
Já o governador Cid Gomes disse ser importante que os governos compreendam a importância da escola pública e que tem o sonho de ver, daqui a alguns anos, estudantes das escolas públicas se formando em cursos das universidades federais e estaduais do País. Complementando a fala de Mercadante, Cid finalizou seu discurso com um quarto conselho aos jovens: "Sonhem".
Durante a solenidade, a presidente Dilma fez ainda a entrega de 14 ônibus escolares a prefeitos do interior do Estado. Foram contemplados com veículos os municípios de Acaraú, Arneiroz, Banabuiú, Barreira, Boa Viagem, Cascavel, Quiterianópolis, Quixadá, Sobral, Solonópole. Leia opovo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário