Radio

sábado, 30 de novembro de 2013

AGRICULTURA IRRIGADA Tabuleiro de Russas amplia área em 3 mil ha


Ponte canal recebe concreto para sua finalização e serão construídas 46 casas para núcleo residencial

Russas. A concretagem da parte final de 30 metros da ponte canal da segunda etapa do Perímetro irrigado Tabuleiros de Russas marca o final da obra que acrescenta 3.157 hectares de área irrigável ao projeto no município de Russas.

Com 210 metros de extensão - 1,90 metro de altura e 1,20 metro de largura -, o trecho recebeu 278 metros cúbicos de concreto no total, dos quais 30 metros cúbicos foram lançados nos 28 metros de comprimento da última parte da ponte.

"A extensão da ponte canal foi projetada para 900 metros, mas foi reduzida para 210 metros com aumento do trecho de aterro", explica o engenheiro Fábio Paim, da empresa Andrade Gutierrez. O diretor de infraestrutura hídrica do Dnocs, Glauco Mendes, por ocasião da concretagem, informou que assinou a ordem de serviço para a construção de três núcleos habitacionais no Perímetro Tabuleiros de Russas, com 46 residências, a ser executada em prazo programado de nove meses.

InvestimentoSegundo o diretor, serão investidos R$ 5,1 milhões nos núcleos habitacionais que incluem captação e estação de tratamento de água, adutora, rede de abastecimento de água, rede de energia elétrica, quadra de esportes, instalações sanitárias e arruamento. Já foram definidos os nomes dos ocupantes das casas, que possuem três tamanhos diferentes de acordo com o número de moradores.

Além das casas, cada uma das 46 famílias vai receber um lote de dois a três hectares com água e energia para irrigação. Com a reivindicação dos lotes para irrigação e dos três núcleos habitacionais - a licitação ficou um tempo parada por contestação judicial entre as empresas concorrentes -, o movimento dos reassentados paralisou por uma semana as obras do perímetro. A paralisação ocorreu em outubro com a obstrução da estrada de acesso às obras, sem qualquer dano ao patrimônio, reconhece um engenheiro da empresa.

Em sete dias após a concretagem serão tiradas as formas laterais da ponte canal, que ficará 28 dias em processo de cura e em seguida está apta a receber água. De acordo com Glauco Mendes, o próximo passo, após a entrega definitiva das obras da segunda etapa do perímetro pela empresa ao Dnocs, será a oferta dos lotes aos irrigantes pela diretoria de Desenvolvimento Tecnológico e Produção. Os pequenos produtores vão ficar com 1.599,24 hectares distribuídos em 196 lotes do projeto, a fatia maior da área irrigável de 3.157 hectares da segunda etapa do perímetro irrigado Tabuleiros de Russas.

Já os empresários vão adquirir a segunda maior fatia de 1.136,42 hectares, distribuídos em 26 lotes e serão licitados 23 lotes para os profissionais de ciências agrárias em 421,35 hectares. Como na primeira etapa, o Dnocs implantou 10.765,72 hectares de área irrigável no Tabuleiros de Russas.

InauguraçãoO perímetro totaliza agora 13.022,72 hectares com a soma dos novos 3.157 hectares a serem entregues aos produtores. Financiada pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), a obra está na lista da Casa Civil do governo federal para inaugurações com a presença da presidente Dilma Rousseff, em data a ser agendada.

O sistema de irrigação por microaspersão e gotejamento a ser adotado conta com a garantia hídrica assegurada pelos açudes Castanhão e Banabuiú, que, por sua vez, alimentam a barragem pulmão Curral Velho com 10,7 milhões de metros cúbicos - o primeiro empreendimento abastecido pelo Eixão das Águas, que atende a Região Metropolitana de Fortaleza.

As obras da segunda etapa incluíram a implantação de estação de bombeamento secundária com quatro conjuntos de bombas com potência de 100 cv e vazão total de 0,75 metros cúbicos por segundo.

A água será levada por 20,64km de extensão de canais de distribuição e 1.050km de sifão. Foram implantados 30,20km de tubulações de distribuição. A expansão do perímetro conta ainda com a infraestrutura de 61,6km de estradas, rede elétrica com 71km de extensão e 18km de rede de drenagem.

Na primeira etapa do Perímetro Irrigado Tabuleiros de Russas, com 10.765 hectares de área irrigáveis, foi registrado um faturamento de R$ 53,849 milhões em 2012 com a produção do setor da fruticultura em parte da área de implantada. 

Por: DN Regional

Nenhum comentário:

Postar um comentário