Radio

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Paciente clama por atendimento enquanto médico dorme diz gari

O Hospital e Maternidade Maria Suely Nogueira Pinheiro fica situado na Av. Vereador Jarbas Pinheiro mais conhecido como BR 226, que, na teoria, deve funcionar 24 horas, gerou reclamações e revolta da gari Antonia Paula, moradora da Rua Luiz Lucas Amorim do bairro Conjunto Cohab, sede do município de Solonópole. Segundo ela, não foi atendida ao procurar a unidade, na madrugada de ontem, porque o médico estaria dormindo.

Antonia Paula estava escarrando sangue e com o nariz entupido e por volta das 3 horas de ontem, acompanhada de seu marido foram para o Hospital Municipal de Solonópole. Na maternidade, a paciente foi comunicada que teria que esperar.

A população paga caro pelo seu voto. Mas infelizmente acontecimentos como esse tem que acontecer para que cada um sinta na própria pele o preço do voto. Votar não é brincadeira, se brincamos com o voto, eles brincam com a nossa cara, declarou um servidor público municipal da mesma secretaría.

Nenhum comentário:

Postar um comentário