Radio

sábado, 8 de março de 2014

Dia Internacional da Mulher é lembrado pela Prefeitura de Milhã

Em comemoração ao dia das mulheres, a Prefeitura Municipal de Milhã, por meio da Secretaria de Assistência Social e do CRAS – Centro de Referência da Assistência Social realizou na manhã desse sábado, 08 de Março, uma festividade especial para as mulheres milhaenses. 

O evento contou com a participação do prefeito Otacílio Macêdo, e da primeira Dama e Secretária, Érica Silva. 

Após suas palavras de boas vindas, o prefeito comentou o verdadeiro papel que a mulher vem assumindo na sociedade, "pelo trabalho que desenvolve, procurando sempre construir em todos, o espírito de conquista e de solidariedade, lutando por uma sociedade ética e humanizada, assim são vocês mulheres". Otacílio Macêdo acrescentou ainda que o objetivo maior do evento foi de levar as mulheres, as mães e convidadas a uma reflexão do quanto elas são importantes no meio em que estão inseridas. Otacílio fez questão de ressaltar que a Secretaria de Assistência e o CRAS fizeram um grande esforço para a realização do evento.

A secretária de assistência social e primeira dama, Érica Silva, enfatizou que o dia Internacional da Mulher, é uma data muito especial, e que esse momento representa uma verdadeira conquista a todas. “Hoje é um dia muito especial para as mulheres de todo o mundo e para nós milhaenses, pois é uma data especialmente dedicada a esse ser batalhador e que não tem nada de frágil e sim de lutadora. No dia 8 de março, as mulheres de todo o mundo celebram o dia instituído para homenagear suas conquistas. E o que começou como movimento de reivindicação, hoje se transforma em dia de comemoração e muito trabalho”. Afirma Érica.

ENTENDA COMO TUDO COMEÇOU

No dia 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, na cidade norte-americana de Nova York, fizeram uma grande greve. Ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como, redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho.

A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas, num ato totalmente desumano.

Porém, há 100 anos, em 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o "Dia Internacional da Mulher", em homenagem as mulheres que morreram na fábrica em 1857. Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Pode-se dizer que o dia 24 de fevereiro de 1932 foi um marco na história da mulher brasileira. Nesta data foi instituído o voto feminino. As mulheres conquistavam, depois de muitos anos de reivindicações e discussões, o direito de votar e serem eleitas para cargos no Executivo e Legislativo.
Do DivulgaMilhãContato: (88) 96991800 (Tim)

Nenhum comentário:

Postar um comentário